A pedido do PSOL, o MPF vai investigar “interferências indevidas” de Bolsonaro, Rodrigo Maia e do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, no processo de aprovação da reforma da Previdência

O Ministério Público Federal (MPF) decidiu, nesta quinta-feira (16), abrir um inquérito contra o presidente Jair Bolsonaro, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, (DEM-RJ),  e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.
A investigação será sobre “interferências indevidas” dos três no processo que levou à aprovação da reforma da Previdência no Congresso Nacional, no ano passado.
O procurador Carlos Bruno Ferreira da Silva, que assina o documento com a informação no Diário do MPF, diz que  “há a necessidade de promover ampla apuração dos fatos noticiados”.
A abertura de inquérito veio a partir de um pedido feito pelos deputados do PSOL, entre eles David Miranda (RJ), Edmilson Rodrigues (PA), Fernanda Melchionna (RS) e Glauber Braga (RJ).
Fonte: Revista Fórum – Por Redação