No momento em que professa sua crença e adesão aos princípios fraternais da Maçonaria, que o Grande Arquiteto do Universo lhe conceda Força, Humildade, Sabedoria e Tolerância.

Força, para suportar com serenidade as barreiras e pressões ideológicas ou psicológicas e eventuais ofensas com que certamente o atacarão aqueles que, cegos à luz da Verdade e do Conhecimento, se satisfazem na cinzenta dimensão de seus pequeninos horizontes sem conhecerem vitória nem derrota.
Humildade, para trabalhar em benefício da Fraternidade Maior que é a Humanidade e poder crescer em harmonia com todo o universo, buscando incessantemente dar cumprimento à parte da Grande Obra que lhe for destinada nesta jornada terrena, assim como ao buscar satisfazer a curiosidade que o próprio Deus imprimiu em seu espírito sobre as razões da Criação, de modo que não ofenda nem desrespeite o Plano Divino.
Sabedoria, para continuar sendo um Homem livre, justo e limpo de mãos e de espírito, seguir sua consciência e sua fé, recuar de qualquer caminho que o afaste da procura da Verdade Suprema, adquirir o conhecimento e, multiplicando-o, torná-lo numa benção.
Tolerância, virtude tão escassa nos dias de hoje, para que seu espírito jamais se turve com preconceitos, superstições e posições dogmáticas, pois se essa Virtude lhe faltar será apenas uma folha ao sabor da corrente das paixões e nada poderá construir que justifique o dom da vida que recebeu.
Que o Grande Arquiteto do Universo o ilumine, guarde e ajude sempre para que jamais se afaste desses princípios a que ora abraçou e que possa ser mais um Irmão entre Irmãos livres até o fim de seus dias, cumprindo cada palavra do Juramento com honra e dignidade. E que seu espírito esteja, também, sempre alerta contra as glórias vãs e transitórias e as honrarias mundanas que o Homem cria sem cessar para alimentar a própria vaidade e disfarçar suas fraquezas.