Podcast da Cultura da França de 31 de janeiro de 2021

Jornalista: Marc Desoutter

Convidado: Claudine Fradet, Grande Comandante Muito Poderoso da Federação Francesa LE DROIT HUMAIN.

Qual é o processo de iniciação? Se ninguém perguntar, eu sei, se eu quiser explicar para um questionador, não sei mais!” Santo Agostinho

Abordar o tema do processo iniciático não é fácil. E essa é a peculiaridade desse show, pois o assunto tem recebido muito pouca atenção de LE DROIT HUMAIN nos últimos anos.
A iniciação é o DNA da Maçonaria, e para a Federação Francesa LE DROIT HUMAIN, a primeira Ordem mista internacional, tanto em número (32.000 membros no total) quanto em antiguidade (ela celebrará seu centenário em novembro próximo), o Maçom está comprometido com a procura da unidade da natureza humana, da sua dignidade e do sentido a dar à sua vida e à sua vida.
Como afirma Claudine Fradet que, usando a fórmula de Santo Agostinho, explica a própria essência do compromisso dos homens e mulheres de DIREITO HUMANO:

O processo iniciático adquire, sem dúvida, um tom particular nos Direitos do Homem, pela sua diversidade e pela sua internacionalidade que alarga o campo da reflexão, de acordo com as práticas culturais dos setenta e dois países onde está presente.

A iniciação alcança essa transformação “silenciosa“, como a chama o filósofo François Jullien, uma transformação que terá um impacto na pessoa e em seu ambiente.

Uma rota maçônica é então traçada com base nas mensagens transmitidas por rituais ou lendas (Rito Escocês Antigo e aceito). Esse caminho é pontuado por perguntas, respostas ilusórias, certezas efêmeras que surgem do vaivém permanente do pensamento entre si e você, entre si e os outros, entre si e o meio ambiente.

Para ouvir o podcast completo em francês, clique AQUI

Bibliographie

  • L’Ordre Maçonnique le Droit Humain, Commission de l’Histoire de la Fédération française du DROIT HUMAIN, PUF/Que sais-je.
  • La Franc-maçonnerie : ce qu’il faut en savoir, Michel Meley. L’Harmattan, 2016.
  • Maçonnerie, Individu, Communauté, Jean Mourgues. Éditions Detrad.
  • Le Rite Ecossais Ancien et Accepté, Didier Michaud, Maison de Vie Éditeur, 2010.
  • La tradition des francs-maçons, Dominique Jardin. Éditions Dervy.
  • La Franc-Maçonnerie, Histoire et dictionnaire, Jean-Luc Maxence (dir.). Laffont/Coll. Bouquin.