A PF pode intimar o líder do MTST, Guilherme Boulos, candidato à prefeitura de São Paulo pelo PSOL, a prestar depoimento por causa de publicações críticas a Jair Bolsonaro nas redes sociais. O advogado Alexandre Pacheco Martins, que representa Boulos, vai à PF em Brasília, nesta segunda (28)

A Polícia Federal (PF) pode intimar o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, candidato à prefeitura de São Paulo pelo PSOL, a prestar depoimento.

De acordo com a coluna de Mônica Bergamo, um agente da PF procurou advogados do ativista para tratar de um inquérito aberto no Departamento de Inteligência Policial (DIP) por publicações nas redes sociais críticas a Jair Bolsonaro (Sem partido).

Advogado de Boulos, Alexandre Pacheco Martins, afirmou que vai até a sede da PF em Brasília nesta segunda-feira (28), para “verificar o conteúdo da investigação para então nos manifestarmos nos autos“.