A reprovação de Bolsonaro entre os evangélicos neste momento é a maior desde junho de 2020.

Guilherme Amado, Naomi Matsui, Metrópoles – Jair Bolsonaro registrou, neste mês, a menor popularidade entre o público evangélico em um ano, conforme mostra pesquisa da XP/Ipespe.
O governo do presidente é avaliado como “ruim” ou “péssimo” por 38% dentro do grupo – um aumento de 7% em relação ao mês passado, que teve taxa de 31%.
É o maior percentual desde junho de 2020, quando a gestão Bolsonaro foi reprovada por 41%.

Leia a íntegra no Metrópoles.