Muitos maçons desavisados começaram a divulgar nas redes sociais que a maçonaria tinha se unido contra o STF e o Congresso Nacional, e que a instituição estaria apoiando as manifestações da extrema-direita marcada para o dia 15/03.

Apesar das cúpulas maçônicas estarem visivelmente alinhadas com o atual governo, mas era bastante estranho que tal posicionamento fosse tomado, posto que os princípios da Ordem exortam que os Maçons devem defender as instituições democráticas.

Diante de tal situação, duas confederações maçônicas (CMSB e COMAB) resolveram emitir uma nota, clarificando de vez a posição da Maçonaria brasileira no tocante às manifestações fascistas programadas para acontecer no próximo domingo.

Aos maçons afoitos, que não entenderam os ensinamentos da Ordem, soou como um “puxão de orelha“, para que deixassem de usar o nome da Maçonaria, associando-a à golpes e conspirações.

Veja a nota abaixo e baixe AQUI se quiser: