[su_highlight background=”#181bc6″ color=”#fefdfe”]No início do século 14, os Templários foram perseguidos por um rei francês que deu início ao fim da notória ordem militar[/su_highlight]

Houve um tempo em que os Cavaleiros Templários eram reverenciados por toda a Europa por sua ferocidade, riqueza e poder como ordem militar. Entretanto, a trajetória dos templários foi rapidamente destruída e a ordem, devastada. Foi um movimento histórico marcado pela espionagem, conspiração e tortura.
No centro desse movimento de retaliação aos templários, estava o Rei Felipe IV, da França, que iniciou uma campanha de combate à ordem no ano de 1307. O monarca enviou ordens envelopadas aos seus oficiais espalhados pelo reino, que seriam abertas em um mês, comandando a prisão dos cavaleiros em um momento propício.
Anos antes, os Templários eram uma força com grande apoio, pela solenidade do papa Bonifácio VIII, que os adorava. Os guerreiros eram membros de uma ordem que respondia apenas ao papado, mas Bonifácio já fora até sequestrado pelo Rei da França, o que exigiu uma renovação na ordem política de Roma.

Jacques de Molay, último grão-mestre dos cavaleiros templários, foi queimado na fogueira em 1314Jacques de Molay, último grão-mestre dos cavaleiros templários, foi queimado na fogueira em 1314 – Getty Images

Uma grande motivação do monarca francês para essa perseguição era o enriquecimento dos cofres reais. Isso porque na época, a Ordem dos Cavaleiros Templários já acumulava bens e Felipe os tornou alvo como assim o fez com os comerciantes lombardos, que foram extorquidos pelas forças militares francesas. Os cavaleiros, individualmente, estavam sob voto de pobreza; mas a ordem ficara fortemente enriquecida com as pilhagens no Oriente Médio e acúmulo de uma grande frota de navios e outras propriedades.

[su_highlight background=”#181bc6″ color=”#fefdfe”]Em 1312, o papa Clemente V chegou a uma conclusão: ele deveria abolir a Ordem Templária, e assim o fez. A perseguição não foi encerrada, mas os poderes de Molay e seus cavaleiros foram dizimados pelo projeto do Rei Felipe.[/su_highlight]

Continua…

Fonte: Aventuras na História – Por ANDRÉ NOGUEIRA